Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Personagens inspirados no Fantasma






Assim como outro herói das selvas, o Tarzan, o sucesso do Fantasma, fez surgir alguns personagens baseados na criação de Lee Falk. Em 1939, a Fox Features Syndicate lança o Besouro Azul, um herói que adquiria força, resistência e agilidade ao tomar uma vitamina, inicialmente sua semelhança com o Fantasmaera meramente estética, seu uniforme a prova de balas era muito parecido com o Fantasma, em meados da década de 1960, o personagem foi publicado pela Charlton Comics, Steve Ditko e Gary Friedrich criaram um novo Besouro Azul, os personagens que usaram o nome Besouro Azul não possuem parentescos.



O “Besouro Azul”, uniforme muito semelhante ao Fantasma

Em 1954, a editora australiana Frew Publications (que publica O Fantasma até os dias atuais) lançou Sir Falcon, o personagem possuía os mesmos conceitos do Fantasma, o legado do herói era passado de pai para filho, a diferença, é que a tradição de Sir Falcondatava dos tempos da idade média e sua base de operações era um castelo medieval.



“Sir Falcon”, cópia escandalosa do Fantasma, até o legado de pai para filho foi copiado.

O Brasil também personagens inspirados no Fantasma (o próprio Sir Falcon foi publicado pela editora Rio Grafica (RGE) com o nome de Águia Negra).



No Brasil “Sir Falcon” foi publicado rebatizado como “Aguia Negra”.

na Década de 1960, Gedeone Malagola lançou o Homem-Lua e Wilson Fernandes, o Escorpião. A King Features ameaçou processar a Editora Taika, alegando que oEscorpião era um plágio. Após duas edições, o desenhista argentino Rodolfo Zalla foi chamado para alterar o personagem. A revista do Escorpião teve dez edições.


“O Escorpião”, a cópia escandalosa do Fantasma, contexto muito semelhante, e até cenas desenhadas por Sy Barry (Fantasma) eram aproveitadas.


“O Escorpião” reformulado por Rodolfo Zalla, visual e conceitos modificados.

O Homem-Lua surgiu depois que Gedeone Malagola teve uma história escrita e desenhada por ele do Fantasma apresentada a editora RGE, o autor resolveu mudar as características do herói, adicionando novos detalhes, no lugar da cabeça, desenhou um círculo. O herói não teve revista própria e suas histórias eram publicadas na revista do Raio Negro (outra criação de Malagola) da GEP.



Homem Lua, características físicas diferentes, mas o contexto baseado no Fantasma.

Em 1972, Wilson Fernandes criou outra cópia do Fantasma para a Editora Roval, "O Morcego", um misto do Fantasma e o Batman da editora DC Comics, tal qual oEscorpião e o Homem-Lua, o herói defendia as selvas brasileiras e diferente deles sua revista só teve uma edição.



“O Morcego”, uma mistura de Fantasma e Batman, outro plágio em “dose dupla”.

Em 1984 foi criado pelosestúdios Disney da Editora Abril criou:“Penado”, O Espírito Que Desanda, uma paródia protagonizada por Pena das selvas (um spin-off do personagem Peninha).


“Penado” uma sátira baseada no Fantasma.

Em 2003, o roteirista e editor Franco de Rosada Editora Opera Graphica, propôs a King Features um projecto de uma revista licenciadado Fantasma em estilo mangá. O projecto não foi aceito pela editora norte americana. A Opera Graphica e aEditora Minuano publicaram Fantagor, uma revista no formato de bolso (semelhante aos Mangás da editora JBC), com roteiros e arte de Pierre Viegas.


Fantagor, projeto baseado no Fantasma, no estilo Mangá.

Os nomes dos personagens lembram o do universo do Fantasma, e nesse aspecto oFantagor se aproxima de exemplos como o brasileiro: O Judoka e o britânicoMarvelman/Miracleman, que surgiram nos quadrinhos após os personagens de quem foram inspirados terem tido sua publicação descontinuada.
Aí está meus amigos, eu diria que o surgimento de personagens baseados nos já existentes é uma pratica comum, mas não deixa de ser uma falta de imaginação e criatividade de seus autores.

E apesar de todas estas tentativas, o “Espírito que Anda” continua a ter sucesso a 79 anos, com vários países do mundo publicando suas aventuras de forma ininterrupta e fazendo sucesso.


“O Fantasma” a grande criação de Lee Falk continua sen
do inimitável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário