Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

domingo, 11 de agosto de 2013

O DIÁRIO DE STEVE ROGERS - Parte 411


 - Adventures of Captain America n° 3 (Dezembro de 1991)
Publicada no Brasil na revista As Aventuras do Capitão América n° 3 ("Campo de Batalha: Paris")

História: 

* "Battleground: Paris" - Escrita por Fabian Nicieza e Kevin Maguire, desenhada por Kevin Maguire, artefinalizado por Joe Rubinstein

O Capitão América chega a uma lanchonete de beira da estrada de onde, supostamente, o Coronel Fletcher pode ter ligado ao escapar dos vilões nazistas. No entanto, o que o herói encontra é um cenário de horror. Várias pessoas, presentes na lanchonete... mortas com requintes de crueldade. Na parede, um aviso escrito em alemão que se traduz como "sentença de morte para o supersoldado". Em meio aos mortos, o herói encontra uma sobrevivente, que lhe dá mais detalhes do massacre.

Correndo para uma indústria de carnes abandonada, o Capitão América encontra Cindy... prestes a ser triturada. Com o seu escudo, ele consegue parar a máquina e soltá-la. Desesperada, ela diz que os vilões levaram o coronel para Paris, com o intento de roubar os segredos do Projeto Renascer, para duplicar o experimento do Professor Erskine e criar um exército de supersoldados. 

Antes de prosseguir, o casal retorna ao Campo Leight, onde o herói está alistado como Steve Rogers. São surpreendidos por alguém que foi acordado pela movimentação: Bucky... que acaba descobrindo o segredo de Rogers. No entanto, o jovem parece ter boa índole... apesar de tentar ajudá-los com os contatos que diz manter... e tentar seguir missão com o herói. Muito a contragosto do Capitão, Bucky segue com eles para a França.

Com a ajuda de alguns franceses rebeldes, o trio consegue chegar próximo a base dos vilões alemães. Encontram a resistência dos soldados alemães, mas Steve veste o uniforme do Capitão América e consegue derrotá-los, protegido por seu escudo. Infelizmente, ao chegarem, o coronel Fletcher está saltando por uma das janelas do edifício onde estava sendo interrogado. O coronel morre diante do Capitão América. O herói enfrenta os três vilões nazistas responsáveis pela morte do amigo. Um deles, capaz de disparar gás corrosivo, acaba tendo os tanques desse mesmo gás danificado, condenando a si mesmo. Dos dois restantes, um dispara pequenos ganchos ligados por um fio, onde transmite uma forte descarga elétrica em suas vítimas e o outro tem implantes em sua luva que pode apunhalar ou mesmo injetar substâncias em quem atinge. Ambos são derrotados pelo Capitão.

A luta se transfere para o alto da Torre Eiffel, onde o Capitão tem seu pé ferido e agora está dependurado com um dos vilões agarrado justamente eu seu pé ferido. É quando ele é surpreendido por um novo vilão nazista. Na Alemanha ele é conhecido por Rote Schädel, mas seu rosto rubro, em forma de crânio leva o herói americano ao conhecê-lo como... Caveira Vermelha. E, partir do momento em que dispara sua arma, o vilão também poderá ser conhecido... como o homem que matou o Capitão América.

Continua...
A+:

* Esta minissérie mostra, em uma versão reformulada, o primeiro encontro entre o Capitão América e o Caveira Vermelha.

* Cronologicamente (e também de forma reformulada), é a primeira vez que Bucky age com o Capitão América. O herói mirim, porém, ainda agia como civil. Só viria depois (ou ao final dessa série) a ser reconhecido como o mascarado Bucky. Nessa época, o jovem tinha apenas 15 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário