Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

sexta-feira, 3 de março de 2017

Crítica: Logan - O filmaço! Logan leva os filmes de super heróis a um outro patamar.

Hoje eu vi Logan. Esqueçam todos os filminhos engraçadinhos com piadinhas infames que a Disney fez para a marvel. Esqueçam os filmes pretensamente realistas e sérios que a DC fez com a Warner. A fox nos entregou o Cavaleiro das Trevas, o Watchmen dos filmes de super heróis. Chega de filminho engraçadinho pra marvequinho nutella. Logan é filme pra macho, pra quem tem cabelo no peito. E tenho dito.


Logan também não é um filme para crianças! É um filme de ação, drama, suspense. É uma meditação sobre o fim da vida, sobre envelhecer, saber que o fim está próximo. Tem momentos que o filme chega a ser depressivo. É por isso que é um grande filme. Ali Logan, não é um mutante, nem um super herói e muito menos o príncipe do cavalo brilhante. Ele é um ser humano, morando numa instalação industrial abandonada, cuidando de um Charles Xavier, velho decrépito e degenerativo, longe dos seus melhores dias. Calibam é um personagem muito bem construído, que da sua fraqueza e fragilidade tira uma força hercúlea. O Logan que vemos é um cara que como todos nós está definhando em vida. Se vc passou dos 40 e tem dificuldades de se movimentar e até mesmo levantar da cama de manhã, sabe do que estou falando. Se vc é sexagenário sabe mais ainda


Logan trabalha pra sobreviver, alimentar a si, Caliban e Xavier. Além de comprar os remédios do seu grande amigo entrevado. A figura mais próxima de um pai que ele conheceu. E é nesta hora que aparece em sua vida a X-23. A pequena e franzina Laura é tudo, menos uma criança normal. Ela é o Logan em miniatura. No caráter, na fúria e na tristeza. Mas ela, assim como o Logan, encontra nos seus companheiros de experiencia genética, uma família. E ela precisa de proteção. Porque no cinema, como na vida real, o ser humano é capaz de tudo por dinheiro, fama e prazer.


Todos os que Logan amou ou ama acabam mal. Sim caro leitor, Logan ama. Ele não é bom de afagos, nem de carinhos e muito menos de simpatia, mas ninguém ama na franquia X Men como Logan. Ele ama com paixão, com entrega e se deixa voluntariamente consumir por esse amor.
 Logan ama na prática, dando a vida por seus amigos. 
E não há maior amor do que esse. 
O de dar a vida por seus amigos. 
Ele vive o mandamento cristão sem ser religioso.


Ah, e é claro... o filme é de super heróis. Tem porrada a granel e pra todos os gostos... Mas não é violencia gratuita. Como um animal selvagem, Logan defende sua família. Como o líder de uma matilha. E aí fica impossível não comparar tudo o que foi feito até em cinema de super heróis com este filme. A violencia de Logan é real. Faz as lutas da franquia Marvel/Disney parecerem brincadeira de criança. Escancara o lixo que as piadinhas dessa franquia são. A Fox, a tão criticada e execrada Fox, trás em Logan uma obra prima do cinema. O Cavaleiro das Trevas, o Watchmen dos filmes de super heróis. Faz todos os filmes da Marvel/Disney, da Warner/DC parecerem fanfarronice. Ontem mesmo eu estava zoando os marveco porque a Marvel nunca ganhou com seus filmes um Oscar. Acredite, Logan vai ganhar! Hugh Jackman, Patrick Stewart e demais atores estão impecáveis, conferindo verossimilhança, força e emoção a seus personagens. Saí do cinema com a monótona sensação de que não verei um filme baseado em quadrinhos com tanta qualidade tão cedo. Ah, e não tem cena pós créditos, nem Stan Lee... isso é coisa de marvequinho nutella... uahuahauhauhauhauahuahuahuah

Ceroni Cunha  

Nenhum comentário:

Postar um comentário