Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

terça-feira, 11 de abril de 2017

Manifesto pela Paz na internet.

  Amados, tenho notado já a algum tempo algo que me inquieta e agora resolvo abordar. Com o advento da web todos ganharam expressao e ganharam voz. Em virtude disso, pessoas que antes nao tinham onde se expressar por escrito ou por video, em publico, ganharam um palco para propagar suas ideias. É enriquecedor conhecer outros pontos de vista, outras avaliaçoes dos fatos acontecidos.  Uma das formas de expressao da opinião é o debate. Sim, pq com o advento da web a opiniao do individuo ganhou força. Todos podem expressar suas idéias e impressões sobre a vida. A expressividade dos meios digitais é um remédio contra a repressão das individualidades. Mas todo remédio tem efeitos colaterais. E os efeitos colaterais da web na minha avaliaçao são a cultura do ódio e a patrulha ideológica. Nao precisamos mais de uma censura imposta por uma ditadura. Agora existe a censura imposta pelo próximo. Em todas as faces dessa maravilhosa ferramenta de comunicaçao se espalhou uma cultura do ódio a opiniao discordante alheia e tudo virou motivo de brigas e disputas violentas, nao para se expressar, e sim para provar o quanto a opiniao do outro é velha, desatualizada, impopular, retrógrada, enfim, tapada. A cultura do ódio se espalhou como um virus e todos os grupos discordantes se odeiam internet afora. Marvetes x decenautas, católicos x protestantes x africanistas ou espiritas, direita x esquerda, torcidas de times rivais, feministas x machistas x pessoas de bom senso. Enfim, tudo virou corporativismo, tudo virou uma batalha de egos gigantes. Eu nao me isento disso.  Várias vezes senti tanto ódio em algumas discussões, com razão ou não, que se a outra pessoa estivesse na minha frente o pau ia comer. O que é isso? Fruto dessa loucura, que tomou conta das pessoas a ponto de se ofenderem e se odiarem até mesmo por uma piada contada. Tudo virou motivo de extensos debates, acachapantes ofensas, desqualificaçao da opinião alheia, cultura do ódio pra dar e vender. Onde vamos parar?  Tem momentos em que penso em excluir meu whatzap ou meu facebook e voltar a expressar minha opiniao somente por meios analógicos. Mas  a net é um caminho sem volta. Quem nao se expressa por ela, não existe. Cabe a nós, nós todos que usamos esta ferramenta, nos posicionar pela paz. Eu de minha parte me comprometo a tomar tres atitudes em debates: JAMAIS desqualificar a opiniao do outro, embora nao concorde com ela. JAMAIS proferir palavras de ódio contra o meu próximo, estando perto ou longe. E pretendo me retirar ou me calar quando for ofendido por quaisquer pessoas. Quem me ofender mesmo que sutilmente, ficará falando sozinho. Esse é o meu manifesto pela paz. Trabalhemos por ela. Cordialmente, Ceroni Cunha

Nenhum comentário:

Postar um comentário