Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Suspeito de matar mulher e filho usou software para espionar e-mails



Marido é suspeito da morte da mulher e do filho em Porto Alegre.
Polícia pedirá prisão preventiva do homem, que nega o crime.

Do G1 RS
287 comentários
Mãe e filho foram encontrados mortos em casa (Foto: Arquivo Pessoal)Mãe e filho foram encontrados mortos em
casa (Foto: Arquivo Pessoal)
Suspeito de ter assassinado a golpes de faca a mulher e o filho em Porto Alegre, o homem de 46 anos espionava os e-mails da vítima por meio de um software instalado no computador de casa. Segundo o delegado Cleber Lima, a polícia suspeita que o crime tenha sido motivado por uma suposta traição. A polícia deve pedir ainda nesta quinta (26) a prisão preventiva do bioquímico.
"Através de um software ele chegou aos e-mails dela. Imprimiu tudo. Acreditamos que este tenha sido o motivo dos crimes", disse ao G1 o delegado Cleber Lima.
O homem está preso em flagrante, mas ainda está sob custódia no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre (HPS), onde está internado com ferimentos. Na noite de quarta-feira (25), por volta das 23h, o marido pulou de uma ponte na BR-290 e foi socorrido por pescadores. "Possivelmente ele cometeu o crime e tentou se matar", completou o delegado.
O crime
A mulher de 39 anos e o filho de 5 foram encontrados mortos na residência do casal, em um condomínio no bairro Tristeza, na Zona Sul de Porto Alegre, por volta das 6h desta quinta. As vítimas estavam cada um em um quarto. A família não conseguia contato telefônico com a mulher e por isso acionou a polícia.
Em depoimento para a delegada Clarissa De Martini, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), o suspeito negou que tenha matado a mulher e o filho. "Ele disse que não tinha familiares em Porto Alegre e que a esposa estaria viajando para Brasília e retornaria sexta ou sábado", contou a delegada.
Crime ocorreu no bairro Tristeza, Zona Sul de Porto Alegre (Foto: Halex Vieira/RBS TV)Crime ocorreu no bairro Tristeza, Zona Sul de Porto Alegre (Foto: Halex Vieira/RBS TV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário