Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Cofameg e Dana... grande parceria.


Em vez de máquinas, pessoas. Em vez de doações, oportunidades.

Alunos da Cofameg trabalhando
Imagem: Marcos Massa
Em 2004, uma das divisões da Dana em Gravataí resolveu trocar máquinas por pessoas especiais, numa parceria em que todos saem ganhando. A Divisão de Componentes para Cardans de Gravataí ganhou comprometimento, qualidade, entusiasmo e participação. O ser humano ganhou dignidade, autoestima e seu próprio dinheiro.

Ao invés de desenvolvermos uma máquina que realizasse a montagem dos anéis e capas de articulação autolubrificada – componente que faz parte da suspensão de algumas caminhonetes – optamos por colocar em prática uma operação mais humana e corajosa: oferecer o trabalho aos internos da Cofameg – Centro Ocupacional de Familiares e Amigos dos Deficientes Mentais de Gravataí –, instituição que cuida de 40 pessoas portadoras de deficiência, com limitações decorrentes das mais diversas patologias ou síndromes, algumas com problemas motores mais significativos, outras com deficiência mental que tende a desconcentrar. Mas a maioria consegue montar os anéis, mesmo considerando o nível de qualidade e excelência exigidos pela Dana. E estas pessoas se sentem tão reconhecidas que executam sua tarefa de forma perfeita: o PPM delas é zero. PPM - partes por milhão - é o termo usado no controle estatístico, que demonstra o número de peças defeituosas produzidas.

A parceria já completa sete anos, e os alunos da Cofameg montam o componente para a Dana durante a manhã e a tarde, conforme a demanda da empresa. Valéria da Silva, Coordenadora da parceria da instituição com a Dana, ressalta o pioneirismo da iniciativa. “Este projeto é nosso ‘cartão de visitas’ quando buscamos novas parcerias. A Dana foi a primeira empresa da região a reconhecer as qualidades do trabalho desenvolvido com pessoas portadoras de deficiência mental, e muitos dos nossos alunos conseguem inserir-se no mercado de trabalho devido ao trabalho desenvolvido aqui”. Valéria ainda conta que a atividade não interfere nas atividades pedagógicas desenvolvidas pela Cofameg, como esportes, brincadeiras, leitura de histórias e demais atividades que geram estímulo motor e individual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário