Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Casamento Gay: a luta pela igualdade de direitos avança...


dia a dia
30/09/2012 07:01

Casamento gay coletivo vira exemplo

Na sexta-feira, 47 casais homossexuais oficializaram união estável no Centro de Tradições NordestinasFILIPE SANSONE
filipe.sansone@diariosp.com.br
Luciano Amarante/ Diário SPO evento contou com a presença do deputado federal Jean Wyllys O evento contou com a presença do deputado federal Jean Wyllys
Eram 19h30 da última sexta-feira quando a assessora comercial Priscila Pires da Silva, de 24 anos, e a representante comercial Kathrein Marrichi Martins, 31, chegavam, ambas de branco e de mãos dadas, ao salão de festas do CTN (Centro de Tradições Nordestinas), no bairro do Limão, Zona Norte da capital. 

As duas, que mantêm um relacionamento há dois anos e meio, foram as primeiras a oficializar a união estável durante a cerimônia organizada pela Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania, junto com outros 46 casais,  31 formados por mulheres e 15 por homens.
Priscila e Kathrein escolheram  juntas os trajes que vestiriam no “casamento”. Elas não deram ouvidos à superstição de que ver o seu par antes da união dá azar. “A gente queria viver esse dia juntas desde o começo”, explica Kathrein, que estava radiante após receber o documento que oficializou a união estável das duas.
Priscila ainda estava mais extasiada e precisou de alguns segundos para recuperar o fôlego após trocar as alianças. “A gente já estava querendo casar faz tempo, veio a oportunidade e aproveitamos”, conta.
ACEITAÇÃO/ Kathrein já havia vivido 10 anos com um homem e com ele teve um filho que hoje tem 9 anos (a criança mora  com o pai). Segundo a representante comercial, a maior dor é o fato de o menino, assim como o restante da família dela, não aceitarem o relacionamento com Priscila. “O pior preconceito é o dentro de casa.” O conforto do casal está na aceitação e acolhimento das duas por parte da família de Priscila.
O evento contou com a presença do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que ressaltou a importância da celebração coletiva. “Primeiro é importante dizer que o que aconteceu aqui foi um reconhecimento público de uniões estáveis que podem ser convertidas em casamento se for de interesse dessas pessoas. E aqui no estado de São Paulo porque se permite a conversão”, afirma o deputado. “O evento também é importante porque dissocia a ideia de casamento civil da de casamento religioso. A gente quer é o direito ao casamento civil.”
O político também ressaltou o fato de a celebração ocorrer no CTN. “Os nordestinos são muitos discriminados aqui. O nordestino conhece a dor do estigma e da difamação, assim como o homossexual. Acho que ocorrer aqui (a celebração) é uma aproximação dessa experiência dolorosa de viver e a legitimação das nossas práticas e nossos modos de vida.”

Após o casamento, houve uma festa com shows e apresentações de DJs.














  • essas pessoas precisa de atençao, pois vivem em constante depressao. há um vazio na alma.quem anda na contra mao nao anda tranquilo.
  • Elaine Monteiro 
    A Bíblia nos ensina, de forma muito clara, que "Deus criou macho e fêmea". Não existe um terceiro ou quarto sexo. Os homessexuais também são humanos, claro, mas são macho ou fêmea. Só ignora isso quem de fato ignora a existência de Deus. Duvidou de qualquer coisa? Vai lá na Bíblia e encontre a resposta,seja espírita, católico, evangélico...
  • Elaine Monteiro 
    A questão sobre a não aceitação ao casamento entre pessoas do mesmo sexo vai muito além de religiões. Quem condena essa prática não é religião alguma, e sim a Palavra de Deus.
  • careca49 
    VIVEMOS EM UM PAÍS DEMOCRÁTICO E TEMOS TAMBÉM UMA COMUNIDADE GIGANTESCA DE DIFERENTES,PORTANTO OS MESMOS TEM DIREITOS ,MESMO QUE ALGUMAS RELIGIÕES TRADICIONAIS SEJAM CONTRARIAS ,NÃO SEJAMOS HIPÓCRITAS E APOIAR OUTROS SERES HUMANOS SEMPRE SERÁ UMA BOA IDEIA.ELES SÃO TÃO HUMANOS QUANTO NÓS HETEROSSEXUAIS.
  • lourenço 
    A que ponto chega a degradaçao humana,realmente nao a o que dizer diante de tais fatos,so me resta a dizer uma coisa :E LAMENTAVEL QUE ISSO ESTEJA ACONTECENDO.


  • Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/rio/casamento-coletivo-gay-celebra-uniao-de-50-casais-no-tribunal-de-justica-do-rio-5366260.html#ixzz284huPWQN



    Nenhum comentário:

    Postar um comentário