Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Carol Bensimon: "O brasileiro classe média"

O brasileiro classe média, ano-base 2013, tem um pet. Não um gato, não um cachorro. Um pet. O brasileiro classe média puxa conversa sobre o pet com donos de outros pets: "Dois dão o mesmo trabalho que um. Só gasto mais em ração". Esse é um momento importante na vida do brasileiro classe média, pois pressupõe uma interação social que se desenvolve na calçada, ainda que estimulada pelas necessidades fisiológicas do pet. O brasileiro classe média quase nunca é visto na calçada, salvo quando entra e sai de seu carro.

> Opine: o que você achou do texto da colunista?
O brasileiro classe média vai para a academia de carro. O brasileiro classe média tem um carro com insulfilme, "dá mais segurança, não se consegue ver direito quem tá dentro", pois bandidos costumam roubar carros com uma pessoa, mas não com duas, preferem carecas aos homens de bigode, e jamais se meteriam com alguém vestindo uma camisa havaiana. O brasileiro classe média pode ter um rosário pendurado no retrovisor do carro, mas ninguém lá do Céu emitiu uma opinião muito clara sobre ser errado usar a vaga do deficiente físico quando se está com pressa e parece muito complicado encontrar lugares nessa droga de estacionamento. O brasileiro classe média fura o sinal no domingo à tarde porque "não tá vindo ninguém".
O brasileiro classe média acredita em bairro planejado, brigadeiro gourmet e bufê-de-saladas-pratos-quentes-sushi-churrasco-ilha-de-massas-por-R$ 42,90. O brasileiro classe média nunca nega os caramelos e amendoins que a companhia aérea lhe oferece. Durante o voo, o brasileiro classe média não lê, dorme. Em solo estrangeiro, será reconhecido menos pelos maus modos do que pelos ostentosos e deslocados tênis de corrida, os quais, a seus olhos de brasileiro classe média, parecem adequados para qualquer ocasião.
O brasileiro classe média não faz, compra pronto. O brasileiro classe média não recebe em casa, mas no salão de festas do condomínio. A mulher brasileira classe média tem cabelo longo, liso e loiro. Ela é casada com o cara que gosta muito de camisas de times de polo e se acha 20 anos mais jovem do que realmente é (às vezes pelo simples fato de estar usando tênis de corrida). A mulher brasileira classe média vai ao salão fazer as unhas, ou chama a manicure em casa. E as manicures são obviamente as novas empregadas domésticas.
O brasileiro classe média pedindo pão no supermercado: "Me dá cinco. Bem clarinhos". O brasileiro classe média flagrado enquanto conduzia em alta velocidade: "Essa indústria da multa, vou te contar". O brasileiro classe média atendendo ao celular no meio do filme: "Alô? Tô no cinema! Me liga depois!" Senhoras e senhores, é muita jequice.
ZERO HORA

Comentar esta matériaCOMENTÁRIOS (13)

Carlos
A colunista foi recrutada de algum diretório acadêmico universitário, correto? Lembro desse textos muito parecidos com este no meu tempo de guri na faculdade.
14/10/2013 | 19h24 Denunciar
Nelson
Texto totalmente sem sentido, escrito por uma pessoa que colocou no papeal as coisas que ela "detesta", e resolveu chamar de atitudes de Brasileiro de Classe Média. Tenho certeza que ela deve pertencer a essa geração de Pseudo-intelectuais, que "sabe de tudo",mas na verdade são vazias, de AMOR!!!
14/10/2013 | 19h04 Denunciar
KAROL
QUAL MESMO O OBJETIVO DESTA CRÔNICA?? FICO ADMIRADA EM UMA PESSOA DESTA SUBSTITUIR O MESTRE "VERISSIMO".
14/10/2013 | 18h51 Denunciar
valesca ribeiro
Texto nojento e preconceituoso. Quanta bobagem. Quem escreveu se coloca em uma situação de superioridade ridícula. Querida evolui estamos no século XXI, esse papinho de rotular as pessoas por classe parece de quem não tem nada mais interessante para pensar. Outra coisa é falar em educação.
14/10/2013 | 18h43 Denunciar
Marcus Kssesinski
Já sei! Esta opinião é um teaser para o próximo livro ficcional da colunista, que será lançado em breve (?) e lhe proporcionará figurar em mais algum ranking de uma revista da qual nunca ninguém ouviu falar (por nossa absoluta e pontual ignorância, obviamente). Boa, Carol!
14/10/2013 | 18h41 Denunciar
Giovanna
Chovendo no estereótipo molhado.
14/10/2013 | 18h37 Denunciar
valesca ribeiro
Quanta bobagem e preconceito. Este texto me deu nojo. A Carol deve ser intragável.
14/10/2013 | 18h28 Denunciar
Rodrigo
O grande problema da classe média é continuar votando em um partido que não resolveu nem resolverá nossos problemas essenciais (saúde, educação e segurança) e que tem a cara de pau de continuar culpando outros apesar de já estarem há mais de dez anos no poder do País!
14/10/2013 | 18h10 Denunciar
Fabrício
É a "classe média" que o PT criou, só subiu de "classe" no quesito financeiro, pois não é interessante à classe política que o brasileiro seja "Classe A" em inteligência, intelecto e conhecimento.
14/10/2013 | 17h52 Denunciar
jonatan
E uma certa parte da classe média brasileira tem a mania de fazer zombaria com os costumes de seus colegas de classe, vendo nisso a mais inteligente e sagaz demonstração de sua [pseudo]consciência social.
14/10/2013 | 17h43 Denunciar
Sofia Fontoura
Acredito que a escritora e colega de profissão Carol Bensimon, foi no mínimo infeliz em publicar um texto tão sem sentido e conteúdo. Identificar a classe de uma pessoa a partir do que ela veste ou do que ela fala no supermercado é muito vazio e de uma pobreza de espírito sem fim.
14/10/2013 | 17h40 Denunciar
Rafael
Quanta bobagem ... Qual o objetivo do texto?
14/10/2013 | 17h09 Denunciar
Elza
Será que estas PÉROLAS não foram escritas pela RANCOROSA MARILENA CAHUÍ?É ELA QUE ODEIA A CLASSE MÉDIA QUE O PT ESTENDEU como se fosse elástico. Odeiam a Classe Média pois SÃO COVARDES.Temem os intelectuais, os que PENSAM.ENROLAM ignorantes E PUXAM O SACO DOS RICOS QUE LHES MANTÉM NO PODER. ÓBVIO!
http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/mural/qual-sua-opiniao-sobre-o-texto-o-brasileiro-classe-media-publicado-por-zh-nesta-segunda-feira-163448.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário