Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Bolsa maconha! Opinião de Dorotéo Fagundes!



26/06/2012 – Regionalismo, por Dorotéo Fagundes de Abreu




PAU QUE NASCE TORNO NÃO TEM JEITO MORRE TORTO
Nesta semana teremos o Dia Internacional contra o tráfego e uso de drogas, no domingo passado, salientamos que a mente hedionda dos políticos prestam-se para criar programas que não ensinam ninguém estudar ou pescar e que em breve teríamos bolsa de férias, bolsa maconha, bolsa cocaína, bolsa prostituição e outras bolsas sem virtudes, de inutilidades alienantes, sustentadoras do poder.
Pra minha surpresa e do Brasil do B (do bem) eis que surge nestas plagas o ex-presidente do uruguaio pregando e confirmando que o seu país devia liberar o uso da droga Cannabis Sativa, vulgo maconha ou marijuana, porque dos males esse era o menor.
Essa atitude confirmou minha tese das soluções sem virtude que os políticos encontram para resolver um problema consequente de outros que não tiveram competência de resolver, dai a solução mais prática, mais estúpida e mais conveniente, defender o torto invés de endireitar.
Lógico que essa tática do Dr.Tabaré que poderia bem ter o sobre nome de Cabaré, (lugar dos vícios, onde a indignidade humana disfarçada de alegria dá ás ordens), tem endereço certo, calculado, ou seja, ás próximas eleições, pois sua mente diabólica já deve ter raciocinado assim – MI PAIS TIENE 3,5 MIJONES DE HABITANTES y 33% JÁ SON ou FUERAM MARIJUANIANOS, logo para ele defender e liberar a maconha é uma assertiva política, exatamente no estilo politiqueiro das republiquetas sul americanas.
O Dr. Cabaré que é médico, justificando seu “rico” ideal, teve a cara de pau de dizer que a MACONHA é fitoterápica, por isso deve ser vendida ao povo. Isso desde que mundo é mundo todo medíocre já sabia que a maioria das plantas são fitoterápicas, como a guanxuma, o guaco, a carqueja, mas que em uso extremo esses remédios atrofiam e matam, só ele e seus párias talvez não se importe, porque o que vale é o seu real objetivo, o poder.
Sou capaz de apostar que eles não usam drogas e nem aconselham seus filhos e netos a usarem pelos motivos que todos sabemos, (o que vicia não faz bem, logo não vem do bem), tanto que nenhum traficante que se prese usa drogas, pois ele tem certeza como ninguém que o uso de qualquer entorpecente só é bom pra quem a vende, dai talvez seja essa outra razão pela qual seu Cabaré aconselhe tal liberalidade.
Juro amigos não me passa outra ideia na cabeça se não essas, ao ouvir tanta prosa insensata desses que julgo usurpadores do poder, vejam um médico que devia debater soluções razoáveis a que a humanidade fosse mais sadia, menos danosa a si, mais lúcida, buscando o caminho da luz, vem aqui dizer que seu país deve ir para as trevas, só porque ele deseja governar um bando de drogaditos, aprendizes entorpecidos de todas as outras drogas que já existem.
Na pampa gaúcha que é brasileira, argentina e uruguaia, se banha o gado e os campos, para que as pestes não infestem o rebanho sadio, enquanto nas cidades temos pestes de homens promovendo drogas que vão infestar as mentes fracas, tornando o povo mais debilitado, escravo do vício.
Que bom que sou gaúcho brasileiro e farroupilha que entendo a letra do nosso hino que diz e ofereço ao Uruguai que se levantarão contra as drogas – POVO QUE NÃO TEM VIRTUDE ACABA POR SER ESCRAVO!
Para penar: Isso não tem o que pensar, temos que reagir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário