Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A LINHAGEM DO FANTASMA




Lee Falk não escreveu histórias que tratassem da vida de todas as vinte e uma gerações de Fantasmas. Apenas os Fantasmas, da 20ª e 21ª geração tiveram suas intrincadas carreiras narradas em detalhes e pouco se sabe sobre os muitos outros, (O mesmo se aplica às esposas dos Fantasmas; veja o artigo “curiosidades” a respeito das esposas dos Fantasmas).
No entanto, Falk deixou algumas informações a respeito do 17° Fantasma na página dominical de 1952 na aventura: A Mulher Fantasma (que você poderá conhecer no nosso blog no marcador: “Páginas Dominicais”).

O primeiro e único caso de uma mulher Fantasma, Julie, que em certas ocasiões substituiu seu irmão o Fantasma da época.

Na aventura intitulada: “A lenda da corrente” o 21° Fantasma diz a Diana que seu pai, e seu avô, (embora não claramente identificado poderia ser o 17° Fantasma).

Na aventura “A lenda da corrente”, Falk fala da história do pai do atual Fantasma.

Outro caso é dos gêmeos: Kit e Julie, que tiveram o pai morto por contrabandistas.

Kit e Julie o bisavô e bisavó do atual Fantasma.

Uma das histórias mais reveladoras já escrita por Falk, está na página dominical de 1991-1992 cujo título era: “O Quarto Filho”, em que é revelado que o 8° Fantasma teve quatro filhos.
Dos quatro filhos havia trigêmeos, o quarto nasceu um ano depois. O quarto filho era de estatura extremamente baixa, mas extremamente forte. Eles foram nomeados como Kit um, dois, três e quatro. Kit um era um campeão de esgrima e Kit três um especialista em artes marciais.

O quarto filho do 8° Fantasma e sua noiva a princesa Vhatta, ele que viria a se tornar o 9° Fantasma, “o nanico”.

O quarto filho, o mais baixinho, sempre derrotava os outros três irmãos em combates simulados. Os irmãos Kit um e dois decidiram abandonar a tradição do Fantasma e se alistaram no exército britânico. O terceiro Kit também rejeitou o juramento da caveira e se tornou mestre na Universidade de Oxford, tornando-se um especialista em história afro-asiática.
O quarto Kit, acabou se tornando o conhecido Fantasma "nanico"; o 9° Fantasma da linhagem em 1726 se casando com a Princesa Vhatta no mesmo ano em que ele assumiu o manto do Fantasma. Segundo os registros das crônicas, o Fantasma “nanico” tinha 1,67 m, e sua noiva 1,72 m de altura.

Com a morte de seu pai o quarto filho se tornou o 9° Fantasma da linhagem.

Aí está meus amigos, mais um fascinante artigo das “Curiosidades sobre o Fantasma”, mostrando que, apesar da diversidade e de ser o que menos tinha condições para dar continuidade a dinastia do Fantasma, este 9° Fantasma: “o nanico”, foi o que tinha mais fibra dos quatro irmãos e graças a ele a linhagem teve a sua continuidade.
Até o nosso próximo encontro e um grande abraço a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário