Gaucho Negro!

Gaucho Negro!
Força e Honra

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

O Vingador do Sangue – Parte 3 O Tribunal do Senhor!




Está chovendo como um dilúvio nesta noite... Estou molhado, mas meus apetrechos estão secos... Está tudo bem pensado... Assim que ele descer da camionete para abrir o portão da garagem, cairei sobre ele... Vejo o farol de a camionete iluminar a rua, confiro a placa... É a dele... Ele desce a camionete... Digo uma prece ao Senhor e avanço... A chuva é tanta e os trovões ribombam no ar... Abafando meus passos, ele se vira para ver e leva o choque... Ele cai, eu o junto e o ponho no banco do caroneiro, sento no banco do motorista e vejo que ele deixou a chave na ignição... Transito com o veiculo pela rua deserta e quase branca de tanta chuva... O Senhor providenciou uma nuvem de fumaça para mim... Em poucos minutos chego ao local da execução... Uma rua sem saída no distrito industrial de Cachoeirinha... Ele ameaça acordar e leva outro choque... Breu total e só o estrondo dos relâmpagos ilumina a vastidão... Ele acorda, o amarrei de joelhos, ao lado de uma árvore...
- Onde estou? Uugghh...
- Você está no tribunal do Senhor... Assistido pelos seus anjos... Com as suas santas testemunhas...
- Quem é você, seu louco... Porque me trouxe aqui?
- Cale-se! Contemple a ira do Juiz de Toda a Terra! Até os elementos estão abrasados de ira diante de você... O sangue de suas vitimas, subiu ao Seu trono e ele ouviu a voz da lamentação das vitimas que você ceifou a vida...
- Não matei ninguém que merecesse viver...
- Cale-se, chegou o momento de pagar pelos seus crimes e pecados...
- Pagar assim, sem nenhuma defesa... Sem chance de livramento?
- Sim... Assim como foi com suas vitimas... Porque hoje não é o dia do julgamento... Você já foi julgado... A sentença já foi proferida... Você já foi condenado...
- Quem é você? E meu filho? O que será dele?
- Não se preocupe o Senhor cuidará dele... Ele terá um pai melhor do que você seria...
- Quem é você desgraçado?
- Eu sou o Anjo Vingador de Deus!
Dito isto, disparei minha pistola seis vezes... Três no abdômen e três na cabeça... Um estrondo se fez ouvir nos ares e um raio, a Espada do Senhor, estraçalhou uma arvora a 20 metros de nós... Esta noite os espíritos dos dois rapazes, descansarão em paz...    

Nenhum comentário:

Postar um comentário